quarta-feira, 2 de janeiro de 2013


Faça que 2013 seja um ano diferente!! mude!!

0
começando mais um ano,e desejo que para todos seja um ano repleto de coisas boas!!
meu ano de 2012 não foi muito legal...perdi a coisa mais preciosa do mundo minha MÃE...
Mais as perdas fazem parte do nosso aprendizado,então sei que 2013 será um ano só de coisas boas!!
veja as dicas de como ter um ano bom :


"Jamais haverá um ano novo se continuar a copiar os erros do velho." Essa frase, mais do que verdadeira, é do poeta português Luiz de Camões. Portanto, não adianta esperar que alguma coisa mude assim que a rolha sair voando do champanhe. É melhor começar a agitar já para que 2013 realmente seja tudo de bom. "A primeira mudança é a de atitude. É ela que atrai as outras transformações", diz a psicóloga e terapeuta Valéria Meirelles, autora do livro Mulher do Século XXI (Ed. Roca, 224 págs.), de São Paulo. "Não acredito nessa história de que pensamentos positivos atraem coisas boas.

Acredito, sim, que uma mudança de pensamento reflete nas nossas atitudes. E isso traz coisas boas", completa ela. A virada da folhinha é o momento ideal para assumir uma nova postura. Não porque as atitudes sejam dependentes de qualquer calendário, mas porque nós precisamos de marcadores que nos deem a sensação de que algo tem começo, meio e fim, segundo Valéria. Nem sempre as coisas saem como planejamos, claro. Dependemos de uma série de fatores externos para que muitas delas se realizem.

"Portanto, é preciso planejar de forma que você seja a principal responsável pela concretização dos seus planos: nada de ficar esperando ganhar na loteria para poder melhorar seu padrão de vida, por exemplo, até porque depende de sorte", diz a psicóloga Olga Tessarini, de São Paulo.

  Confira estas dicas espertas para começar desde já as mudanças para 2013.

1. Avalie
O primeiro passo é avaliar quais foram as promessas de ano novo feitas no final de 2011. Era para comprar um carro novo? Viajar para a Europa? Parar de roer as unhas? Fazer depilação a laser para nunca mais lembrar que sua virilha existe? Não importa. "Avalie o que deu certo e o que deu errado", aconselha a psicóloga Olga Tessarini. "Por meio dessa análise é possível detectar erros de percurso, ações inadequadas e atitudes equivocadas. Assim, fica mais óbvio o que é preciso fazer para mudar agora".

2. Mude a casa
Se é para mudar, a casa não pode ficar de fora. É lá que você passará boa parte de seu 2013. "Descarte tudo o que não tiver sido usado nos últimos dois anos para abrir espaço para as novas compras e presentes. Mas tudo mesmo, de roupa a eletrodoméstico. Aquelas forminhas de cupcake são lindas, mas para que guardar se nunca vai usar?", pergunta-se a especialista em organização Ingrid Lisboa, da Home Organizer, em São Paulo. Ela dá uma receitinha de como fazer isso.

>Tire do guarda-roupa o que estiver sem uso. Doe parte, leve para um bazar. E aquilo que você quer muito, muito mesmo, customize. Mande bordar a jaqueta jeans, transforme a pantalona em uma bermuda confortável.

>Quando já der para ver o fundo do guardaroupa, invista em cabides. Os melhores e mais caros conservam as roupas. Se forem todos iguaizinhos, fica mais bonito ainda. Crie setores fixos para cada coisa em sua casa: chaves, óculos, troco.

>Pinte as paredes: o amarelo aquece os ambientes e pode ser uma boa opção para o quarto; cinza dá sobriedade e fica bem no escritório; o lilás favorece o relaxamento e vai bem na sala.

>Na cozinha, coloque grãos, bolachas, macarrão em potes coloridos e bonitos.

3. Comece agora
Inicie a dieta em uma sextafeira. Esperar pela segunda-feira é uma péssima estratégia. Você se acaba na churrascaria no sábado, vai à pizzaria domingo e começa a segunda mal cabendo na calça. Passa por cinco dias de dura privação, mergulhada em aipo e alface. No fim de semana, está tão farta de passar fome que joga a toalha. "Fim de ano é cheio de quebras de rotina e comilança", diz a nutricionista Inty Davidson. Se começar a treinar nos fins de semana que ainda restam, vai sobreviver às rabanadas e aos espumantes sem virar você mesma uma rolha de poço.

4. Perdoe
"Isso faz mais bem a você do que aos outros", diz a psicóloga Valéria Meirelles. "Antes do perdão, o que a pessoa sente é mágoa, e esse sentimento é horrível." Portanto, escolha quem realmente merece sair da sua lista negra e vá fundo. Você vai tirar um peso das costas, pode apostar. Uma pesquisa realizada pela Universidade Duke, nos EUA, mostrou que perdoar alivia dores nas costas e depressão.

5. Seja prática
Não perca tanto tempo falando besteira, tenha conversas com conteúdo. Ninguém está dizendo para limar o papo de mulherzinha da sua vida. Afinal, como você vai viver sem saber qual a cor do esmalte da sua amiga? Mas não é esse tipo de papo fiado que fará com que seja uma pessoa mais feliz. Cientistas da Universidade do Arizona, nos EUA, passaram quatro dias gravando e observando a conversa de voluntários. A conclusão: papos mais profundos fazem as pessoas mais felizes do que as superficiais. Então, viva a DR. Só falta você convencer seu parceiro de que isso é uma boa ideia.

6. Fique bonita
É simplesmente impossível estar feliz se os cabelos não estão bonitos. Uma pesquisa feita pelo Ibope e pela Unilever, divulgada em agosto, mostra que cada uma de nós gasta pelo menos 35 minutos por dia cuidando deles. E, claro, eles dão mais trabalho se não estiverem bem cuidados. Por isso, dê um trato geral: corte, pinte, alise, hidrate, alongue, o que for preciso para que fiquem bonitos.

7. Otimize seu tempo
Você brigou com o tempo o ano inteiro e até agora não tem certeza de quem venceu a luta, certo? Não faça isso consigo mesma no ano que vem. Algumas dicas rápidas para não perder tempo.

>Não seja vítima do atraso alheio. Se tem um compromisso com alguém para quem o tempo é relativo — médico, dentista, amiga sem noção —, vá preparada: leve um livro ou um tablet. Não subestime as tarefas.

>Ninguém consegue fazer uma
reunião de follow-up com dez pessoas em meia hora nem preparar o jantar em 15 minutos, muito menos chegar ao cinema, estacionar, comprar o ingresso, a pipoca e sentar-se confortavelmente na cadeira em 7. Estime o tempo real que cada coisa demanda.

>Deixe margem na sua agenda para os imprevistos.

>Ah, claro, tenha uma agenda.

8. Escreva seus planos
Ao planejar suas metas para o ano que vem, é uma boa ideia escrevê-las. "Pesquisas sugerem que tudo o que escrevemos gera mais compromisso do que o que é colocado apenas de forma falada", diz o psicólogo clínico e doutor em administração André Barcui, da Fundação Getulio Vargas do Rio de Janeiro. "Você pode deixar pequenos cartões distribuídos pela casa, na bolsa, no painel do carro com os objetivos propostos", ensina ele. Ajuda também se você tornar suas metas públicas. Assim, se sentirá na obrigação de realizá-las.

9. Faça as pazes com o trânsito
Do contrário você vai passar mais um ano praguejando e buzinando enquanto passa da primeira para a segunda marcha. Não se iluda, o trânsito não vai melhorar. Então, é você quem tem de aprender a lidar com ele. Ok, as opções não são muitas, mas existem. Você pode tentar negociar no seu trabalho um horário flexível para não ter de sair na hora do rush, sugerir um esquema de home office, contratar uma perua escolar para seus filhos para não ter de dirigir até a escola ou, simplesmente, vender o carro e andar de táxi. Assim, alguém dirige por você enquanto aproveita para cochilar, pôr os telefonemas em dia ou ler sua revista favorita. Bem menos torturante do que o acelera-freia.

10. Mexa-se agora
Comece uma atividade física. Não dá para esperar o ano que vem porque primeiro vêm as férias, depois o Carnaval, então os chocolates da Páscoa e, quando você vê, chegaram as férias de julho e seu fôlego não dá nem para andar e mascar chiclete ao mesmo tempo.

11. Cuide do seu dinheiro
Ricardo Domingos, educador financeiro e autor de vários livros — entre eles Livre-Se das Dívidas (Ed. DSOP, 112 págs., R$ 29,90) —, dá algumas sugestões.

>Faça um diagnóstico financeiro de 30 dias e anote para onde vai cada moedinha. Assim, fica mais fácil ver qual é o ralo que está sugando seu dinheiro.

>Mesmo que sua carteira esteja vazia, planeje um sonho, que pode ser comprar um computador novo, uma bolsa maravilhosa, tanto faz. É muito chato apenas pagar dívidas.


12. Não deixe para depois
Procrastinadoras, convertei-vos. Nada de empurrar para o ano que vem coisas que podem ser feitas agora. Arranque o dente do siso, troque a lanterna quebrada do carro, regularize algum documento que esteja pendente, termine aquele trabalho que parece não ter fim.

13. Tenha mais prazer
Parar de procrastinar vale também para os prazeres. Você pode, sim, abrir agora o espumante que está na geladeira há meses, marcar um encontro com uma amiga do colégio ou usar as milhas acumuladas. Os economistas americanos Gal Zauberman e John G. Lynch descobriram que as pessoas adiam as coisas boas por achar que terão mais tempo, seja na semana que vem, seja no ano que vem. O que não é verdade. E nem precisa ser cientista para sabe isso.
fonte:aqui

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget