sexta-feira, 10 de setembro de 2010


pessoas...

1
pessoas...
são estranhas,
inconstantes,
nos assustam
mudam o tempo todo
de humor e temperamento
E nunca sabemos se são nossas amigas ou inimigas...
Pessoas me dão medo
me fazem acreditar em suas doces palavras
E chego a acreditar em amizade...
que tem esperança para a humanidade.
Ha esse geito aspeger de ser,as vezes não me deixa ver
Que nem tudo é verdadeiro
Pessoas me assombram quem são elas?
Eu nunca sei...
O que querem de mim?
pessoas sempre recebem,nunca dividem
Não se pode confiar nelas
Elas não escutam
So falam
Não posso acreditar em pessoas que esmagam
o meu coração
Pessoas que não me amam
pessoas que não são amigas de ninguem
Até quando vou seguir nessa iluzão?
até quando vou acreditar que é amizade...
Mais continuo a acreditar em mim
E também sou uma pessoa
Mais tento ser diferença
amo sem sem medidas
dou sem receber
e quero continuar assim
nunca mudar
amar sempre
e nunca em conformidade viver
Acredito em pessoas,dessas puras de coração.

domingo, 5 de setembro de 2010


DEUS E MÃES ESPECIAS...

0
Você alguma vez já pensou como Deus escolhe as mães das crianças especiais? Eu já...
Uma vez visualizei Deus pairando sobre a Terra, selecionando seu instrumento de propagação com um grande carinho, e compassivamente.
Enquanto observava, Ele instruía seus Anjos a tomarem nota em um grande livro:
- Para Beth, um menino. Anjo da Guarda, Matheus.
- Para Miriam, uma menina. Anjo da Guarda, Cecília.
- Para Regina, gêmeos. Anjo da Guarda Geraldo, ele já está acostumado.
Finalmente, Ele passa um nome para o Anjo, sorri e diz: dê a ela uma criança deficiente.
O Anjo, cheio de curiosidade, pergunta: porque ela, Senhor? Ela é tão alegre!
- Exatamente por isso, diz Ele. Como eu poderia dar uma criança a uma mãe que não sabe o valor de um sorriso? Seria cruel...
- Mas será que ela vai ter paciência?
- Eu não quero que ela tenha muita paciência - disse Deus - porque aí ela se afogará no mar da autopiedade e desespero. Logo que o choque e o ressentimento passarem, ela saberá como conduzir-se. Eu a estava observando hoje. Ela tem aquele forte sentimento de independência.
Retrucou o Anjo: - Ela terá que ensinar a criança a viver no seu mundo e não será fácil. Além do mais, Senhor, acho que ela nem acredita na Sua existência.
Deus sorri, e diz: - Não tem importância. Eu posso dar um jeito nisso. Ela é perfeita. Possui o egoísmo no ponto certo.
O Anjo engasgou. - Egoísmo? E isso é, por acaso, virtude?
Deus acenou que sim e acrescentou:
- Se ela não conseguir se separar da criança de vez em quando, ela não sobreviverá. Sim, esta é uma mulher que abençoarei com uma criança menos perfeita. Ela ainda não faz idéia, mas ela será, também, muito invejada. Sabe, ela nunca irá admitir uma palavra não dita, nunca considerará um passo como uma coisa comum. Quando sua criança falar “mamãe” pela primeira vez, ela pressentirá que está presenciando um milagre. Quando ela descrever uma árvore com um pôr-do-sol para seu filho cego, ela verá como poucos já conseguiram ver a minha obra... eu permitirei ver claramente coisas como ignorância, crueldade, preconceito e a ajudarei superar tudo. Eu estarei a seu lado a cada minuto de sua vida, porque ela estará trabalhando junto comigo.
- Bom - disse o Anjo - e quem o Senhor está pensando mandar como Anjo da Guarda?
Deus sorriu;
- Dê a ela um espelho. É o suficiente.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget